Anonymous ameaça divulgar nomes de 4 garotos que estupraram Rehtaeh Parsons

Índios do povo Truká ocupam a Câmara contra proposta que dá ao Congresso poderes sobre demarcação de terras indígenas
17 de abril de 2013
Carlos Cachoeira
Cachoeira depõe hoje na Justiça Federal sobre envolvimento com governador de Goiás
17 de abril de 2013

Anonymous ameaça divulgar nomes de 4 garotos que estupraram Rehtaeh Parsons

Rehtaeh Parsons

O Anonymous tem ameaçado divulgar o nome dos 4 garotos que estupraram a adolescente de 17 anos de Nova Scotia, a menos que a policia montada canadense traga a tona as acusações contra os jovens.
Rehtaeh Parsons foi abusada sexualmente por 4 garotos em 2001, e depois sofreu bullying quando eles começaram a circular fotos da ocasião.

Rehtaeh Parsons

Rehtaeh Parsons

Na ultima quarta-feira em um comunicado à imprensa, Anonymous disse que identificaram positivamente dois dos meninos e que a policia canadense deveria tomar uma ação legal imediatamente contra eles.
“nós não aprovamos justiça pelas próprias mãos, como as reivindicações da mídia” falou o grupo no comunicado.

“Isso poderia significar que nós aprovamos atos de violência contra esses estupradores nas mãos dessa multidão incontrolável. O que nos queremos é justiça. E esse é o seu trabalho. Então façam isso” Referindo-se a policia canadense.

Depois da investigação inicial do crime, a policia decidiu que existia evidencias insuficientes para fazer acusações. O ultraje nacional sobre o caso levou a justiça a reconsiderar.

“eu estou profundamente triste – como eu acho que toda Nova Scotia está – pela morte dessa jovem mulher. Disse Ross Landry Ministro da justiça. “é importante que brigue no sistema de justiça e eu estou comprometido em explorar os mecanismos que existem para rever as ações de todas as autoridades relevantes para garantir que o sistema está sempre trabalhando com a sua melhor capacidade, em busca de justiça.

Landry advertiu que mesmo que as pessoas estejam com raiva, isso não significa que eles devem recorrer ao vigilantismo. “Leah disse que ela não quer que isso aconteça com outra jovem, que sua filha não tinha procurado isso” disse Landry depois de conhecer a mãe da adolescente.