Facebook bloqueia eventos organizados pelo movimento Dia do Basta

Aldeia Maracanã
Aldeia Maracanã: polícia imobiliza e leva gestante
22 de março de 2013
Maracana
Maracanã dará lucro de R$ 1,4 bi a concessionária e perda de R$ 111 mi a RJ
23 de março de 2013

Facebook bloqueia eventos organizados pelo movimento Dia do Basta

O movimento social, Dia do Basta a Corrupção, teve seus 80 eventos divulgados no Facebook bloqueados sem qualquer justificativa, assim como postagens com as palavras ‘Dia do Basta’ em perfis, também foram removidas. É o que informa a coordenação do movimento que, até o momento, não entende a suposta censura.
FB-woloksDe acordo com os coordenadores nacionais, regionais e municipais, a dúvida está em compreender se isto “pode ter sido uma ação de filtro ‘desinteligente’ que não teve aviso prévio de erros e excluiu erroneamente iniciativas legítimas, ou uma medida coordenada de boicote” ao movimento social que tem categoricamente bastante expressão no Brasil e em algumas cidades estrangeiras.
O bloqueio, segundo a coordenação do Dia do Basta atua como desmobilizador, e desarticulador. Segundo eles, o movimento social Dia do Basta utiliza ferramentas virtuais como sua principal fonte de divulgação, e para as manifestações contra a corrupção deste ano, que ocorrerão nos dias 19, 20 e 21 de abril, já havia se criado um canal de acesso a dezenas de milhares de pessoas que haviam confirmado presença nos eventos.
A coordenação informa que, com a situação ainda não estabilizada, alguns destes eventos ainda permitem o acesso e visualização, mas a grande maioria, continua sem possibilidade de utilização ou apenas a visualização dos posts. Foram enviadas, mensagens para o suporte da página, mas a direção do movimento não obteve respostas satisfatórias.
Caso não encontre respostas, o movimento se propôs a desenvolver campanhas para que o fato seja apurado. Neste caso, redes sociais serão novamente utilizadas com mensagens para compartilhamentos assim como, incentivar o público a migrar da rede social para o atual “competidor de mercado”.
Os coordenadores nacionais estão organizados para enviar representantes à sede do Facebook Brasil em São Paulo
Considera-se que o filtro que pode ter bloqueado os eventos foi incapaz de reconhecer a legitimidade do movimento Dia do Basta, que acontece em mais de 80 cidades no mundo, sendo a maioria massiva no Brasil. O movimento desenvolve iniciativas contínuas e gradativas de discussão, fomento e incentivo à participação política e cidadania, além da reconstrução sociocultural do posicionamento crítico da sociedade em relação ao poder público e seu próprio como indivíduo em comunidade.
O mesmo movimento é responsável por iniciativas de repercussão nacional como a “Marcha Nacional Contra a Corrupção, Fora Renan Calheiros”, “Mutirão das Vassouras Apartidárias – limpeza voluntária dos vulgos santinhos antes do dia da eleição”, “Mutirão contra PEC 37 – que retira o poder de investigação do Ministério Público”, “Campanha pelo Voto Aberto Parlamentar”, além de palestras educacionais em espaços acadêmicos, colégios e escolas, e ciclos de diálogo.
O Dia do Basta espera que a situação desconfortável seja resolvida e que exista algum posicionamento por parte da direção do Facebook.