Morre cinegrafista atingido por rojão durante protesto no Rio

App para checar se carro foi roubado supera 400 mil downloads
10 de fevereiro de 2014
Zuckerberg foi o americano que mais doou dinheiro em 2013
10 de fevereiro de 2014

Morre cinegrafista atingido por rojão durante protesto no Rio

O cinegrafista Santiago Andrade, de 49 anos, teve morte cerebral nesta segunda-feira (10), após ter sido atingido na cabeça por um rojão durante protesto no Rio de Janeiro, na quinta-feira (6), contra o aumento das passagens de ônibus. A informação foi confirmada pela Secretaria Municipal de Saúde.

Santiago sofreu afundamento do crânio e foi submetido a uma cirurgia após ser levado para o Hospital Souza Aguiar. Ele permaneceu em coma induzido até esta segunda-feira.

Através de imagens do momento em que o cinegrafista foi atingido pelo rojão, foi identificado o tatuador Fábio Raposo como o homem que entregou o artefato para o suspeito de acende-lo rojão. Ele se apresentou na 17ª DP (São Cristovão) no sábado (8) e confirmou à polícia ter passado o rojão, mas destacou que não conhecia o suspeito de lançá-lo.