Anonymous atacam bancos ao redor do mundo e derrubam site grego em protesto contra o FMI

Ataque hacker a bancos não é crime, diz advogado
3 de fevereiro de 2012
Anonymous derrubamos site do governo da Bahia
6 de fevereiro de 2012

Anonymous atacam bancos ao redor do mundo e derrubam site grego em protesto contra o FMI

O grupo de ciberativistas Anonymous prosseguirá, nesta semana, com os ataques que bloquearam as páginas dos maiores bancos em atividade no país, entre eles o Banco Central, o Banco do Brasil, o Bradesco, o Itaú, o Santander e o BMG, além da página eletrônica da rede de cartões internacionais Redecard. As atividades dos especialistas em Tecnologia da Informação na guerra cibernética desenvolvida, em nível mundial, contra o sistema capitalista, também conseguiu bloquear, na véspera, as atividades do Banco Central da Eslovênia.

AnonymousEm uma das raras manifestações presenciais, milhares de seguidores do grupo Anonymous saem às ruas de Liubliana para protestar contra o ACTA

Em um comunicado, oAnonymous assumiu o ataque e acrescentou que também protesta contra o acordo multilateral anticontrafação ACTA assinado por 22 dos 27 países da União Europeia, em linha com o Stop Online Piracy Act (SOPA, na sigla em inglês), em análise nos EUA. Na capital, Liubliana, foi organizado um protesto contra a assinatura do acordo, que segundo os manifestantes limita as liberdades individuais.

– Em muitos países, como acontece no leste, não existe liberdade de expressão, internet, informação, nada. Creio que as consequências a longo prazo, é isso acontecer em qualquer país – disse um cidadão.

Na Polônia, o primeiro-ministro anunciou o congelamento da ratificação do acordo após a manifestação contrária de milhares de internautas. O ACTA destina-se oficialmente a combater a contrafação de forma muito ampla, abrangendo desde os medicamentos até ao carregamento ilegal de telefones celulares.

Contra o FMI

AnonymousUm vídeo do Anonymous foi postado na página do Ministério da Justiça grego

Ainda neste domingo, o Anonymous também assumiu o ataque, na Grécia, ao site do Ministério da Justiça. Na tela de quem acessava o sítio grego, o Anonymous postou um protesto contra o acordo entre os gregos e o Fundo Monetário Muncial que irá aumentar o arrocho salarial e lançar milhares de cidadãos à miséria.

“Vocês se juntaram ao FMI sem a aquiescência de seu povo… a democracia nascia em seu país, mas vocês a mataram. O que está ocorrendo em seu país é inaceitável. Vocês foram escolhidos por seu povo para agir em defesa dele e expressar seus desejos. Mas vocês falharam de uma forma aviltante. Vocês mataram o mais sagrado elementos que uma nação possuiu, que é a democracia “, dizia o locutor, no vídeo.

No final da mensagem, a frase que caracteriza o movimento internacional: “Aguardem-nos!”