Anonymous, Facebook do Wall Street Journal atacado

Presidência gasta R$ 593,4 mil na compra de 13 automóveis
26 de fevereiro de 2012
WikiLeaks divulga e-mails de empresa de segurança atacada pelo Anonymous
27 de fevereiro de 2012

Anonymous, Facebook do Wall Street Journal atacado

Anonymous atacaram página do Facebook do Wall Street Journal. Ataque dos Anonymous ao Facebook do Wall Street Journal durou horas.

 

Os Anonymous Kollectiv, um sub-grupo alemão dos Anonymous, lançou um ataque à página do Facebook do Wall Street Journal. Em causa está uma notícia do jornal que citava o director da NSA, que dava como certa a intenção dos Anonymous em desligar a rede eléctrica dos EUA.

 

ataque à página do Facebook pelo Anonymous Kollective consistiu numa «comment flash mob», ou seja, vários utilizadores invadiram a página do Wall Street Journal ao mesmo tempo e postavam todos o mesmo.

A mensagem dizia o seguinte «caros editores do Wall Street Journal alemão. Vocês compararam os Anonymous à Al-Qaeda no vosso artigo de Fevereiro de 2012. Com este tipo de  cobertura vão implementar um clima de terror nos EUA, mas não na terra dos poetas e pensadores».

A mensagem termina dizendo «Com este comentário, queremos opor-nos à disseminação de falsa de informações e expressar o nosso descontentamento com o lobby jornalístico».

A flash mob durou várias horas, mesmo após a proibição do editor da página de comentários em alemão. Apesar do ataque ter durado horas, a página nunca esteve offline nem foram roubadas informações do staff do Wall Street Journal.