Assange vai concorrer ao Senado da Austrália

Conheça um pouco dos 5 grandes ativistas da internet no século XXI
31 de janeiro de 2013
Hacker membro do Anonymous pode pegar até 100 anos de prisão
1 de fevereiro de 2013

Assange vai concorrer ao Senado da Austrália

Julian Assange

Ativista teria dois meses para assumir o cargo, caso vencesse

Julian Assange speaks from Ecuador's Embassy in London

O fundador do portal Wikileaks, Julian Assange, anunciou nesta quarta-feira (30) que se canditará às eleições ao Senado australiano que acontecem em 14 de setembro deste ano. A candidatura foi anunciada pelo Wikileaks por meio de uma mensagem em sua conta no Twitter.

Australia: Julian Assange has confirmed he will run in the 2013 national election for the Australian Senate #auspol

— WikiLeaks (@wikileaks) 30 de janeiro de 2013

O jornalista se encontra desde junho de 2012 exilado na embaixada equatoriana em Londres para não ser extraditado para a Suécia, onde responde por acusações de supostos abusos sexuais e de lá para os EUA, devido aos documentos sigilosos da diplomacia desse país divulgados no site do Wikileaks .

O Equador condedeu asilo a Assange por entender que ele corre risco de vida caso seja levado para os EUA e tenta sem sucesso um salvo conduto para que ele possa deixar a embaixada em segurança.

Caso o jornalista australiano  não possa concorrer fisicamente pela cadeira no Senado, algum outro membro do “Partido Wikileaks” poderá concorrer em seu nome, segundo outra mensagem postada no Twitter da organização.