Ativista do software livre diz que Ubuntu contém spyware

megaupload
Confira imagens do sucessor do Megaupload
10 de dezembro de 2012
pm
Cai verba de inteligência policial no orçamento de São Paulo para 2013
11 de dezembro de 2012

Ativista do software livre diz que Ubuntu contém spyware

ubuntu

Richard Stallman, fundador do movimento do software livre, diz que a Canonical espiona usuários do Ubuntu

O Ubuntu ganhou um crítico de respeito. O criador da Free Software Foundation e fundador do movimento do software livre Richard Stallman decidiu se posicionar contra a última versão da distribuição mais popular do Linux, que afirmou conter um spyware.

O ativista fez uma longa e pesada crítica à Canonical, empresa que desenvolve o Ubuntu, em post no blog de sua fundação. Nele, acusa a empresa de espionar seus usuários para oferecer paineis de publicidade quando o usuário faz uma pesquisa.

“O Ubuntu usa essas informações sobre pesquisas para mostrar publicidades para comprar várias coisas da Amazon”, explica Stallman no post. Segundo ele, o sistema operacional da Canonical repete um recurso do Windows, que também monitoraria buscas dos usuários.

Ele aponta que os anúncios não são o principal problema. “A questão é a espionagem. A Canonical diz que não passa à Amazon quem procurou o quê. Entretanto, é tão ruim a Canonical coletar suas informações pessoais quando a Amazon coletá-las”, afirma.

A FSF não tem uma boa relação com a Canonical e o Ubuntu. A organização afirma que esta distribuição do Linux não é livre e restringe alguns dos direitos dos usuários. Mark Shuttleworth, fundador da Canonical, afirmou que as declarações de Stallman são apenas uma tática para denegrir a imagem da empresa.