Campanha do Anonymous já derrubou mais de 600 sites israelenses

Ministro que condenou deputado a mais de 13 anos de prisão, reclama das penas elevadas impostas pelo STF
16 de novembro de 2012
Sétimo episódio de “O Mundo Amanhã” por Julian Assange
19 de novembro de 2012

Campanha do Anonymous já derrubou mais de 600 sites israelenses

Membros da Anonymous iniciaram uma campanha neste domingo (18) em retaliação aos ataques em Gaza. Segundo a Cnet, a campanha chamada de #Oplsrael já derrubou centenas de sites a partir de diversos tipos de ataques, entre eles o DoS (ataque de negação de serviço). A página do Banco de Jerusalém foi um dos mais importantes a serem atingidas.

Mais de 600 sites foram atingidos, entre eles, o site do Ministério de Assuntos Estrangeiros, que teve seus dados deletados e danificados. O Anonymouse avisa: “Assim como o ex-ditador Mubarack aprendeu da pior forma – somos o Anonymous e ninguém derruba a internet sob nossa vigia”.

O grupo ainda disse que Israel ameaçou cortar todo o acesso à internet no País. Entre o ano passado e este, o Anonymous fez parte de diversos ataques motivados por assuntos políticos em países do Oriente Médio. Atuando como justiceiros online, o grupo hacker realiza ataques ordenados a partir de diversos países.

Um manual online está sendo disponibilizado com instruções para o ataque e até mesmo informações sobre como agir em caso do corte da internet em Gaza