Controle da internet: NOVO projeto de lei CISPA. Muito pior que SOPA, PIPA E ACTA. Haja sigla!

Anonymous invade sites do governo chinês
4 de abril de 2012
Marcha Contra Corrupção – 21 de Abril
8 de abril de 2012

Controle da internet: NOVO projeto de lei CISPA. Muito pior que SOPA, PIPA E ACTA. Haja sigla!

Uma avalanche de condenações e críticas evitou que os atos PIPA e SOPA fossem aprovados no início deste ano, mas legisladores americanos já criaram outro projeto de lei autoritário que poderia lhes dar rédea solta para rastrear a Web em nome da segurança cibernética.
Enquanto os congressistas em Washington tentam lidar com o problema permanente de ataques cibernéticos, alguns legisladores deram seu apoio a um novo ato que, se aprovado, permitiria que o governo examine correspondências pessoais de quem quer que eles decidam.

A HR 3523, uma peça de legislação apelidada de Cyber Intelligence Sharing and Protection Act(CISPA), foi criada sob o pretexto de ser um instrumento necessário na guerra dos EUA contra os ciberataques.
Mas o palavreado vago contida nas páginas da lei poderia permitir que o Congresso a contornar as isenções já existentes para as leis de privacidade on-line e, essencialmente, monitorar, censurar e impedir qualquer comunicação online que considere prejudicial para o governo ou entidades privadas.

Os críticos já vêm condenando o CISPA pelo poder que ela dá a qualquer entidade federal que alegar estar sendo ameaçada por interações online.

Kendall Burman do Centro para Democracia e Tecnologia diz RT que o Congresso está analisando um grande número de projetos de cybersegurança que podem ser aprovados como lei.
Para aqueles defendem uma Internet livre, ela adverte que as regulações do CISPA são motivo de preocupação, especialmente com os poderes que ela dá a Barack Obama.

“Temos uma série de preocupações com este projeto de lei que cria um grande buraco na lei de privacidade e permite que o governo receba qualquer tipos de informação”, explica Burman, que reconhece que o projeto de lei, como está escrito, permite que o governo dos EUA leia qualquer correspondência on-line, e ele acredita que há razões para suspeitar que o real motivo do CISPA não seja impedir o crime cibernético.
Tal como acontece com outras tentativas autoritárias de censura que vieram do Congresso nos últimos tempos, é claro que o texto dentro do CISPA permite o governo a interpretar a lei em tal número de graus que qualquer comunicação on-line ou interação poderia ser suspeita e consequentemente monitorada.
Isso significa que algumas das maiores empresas .com, incluindo prestadoras de serviços como Google, Facebook, Twitter, podem coletar informações confidenciais e enviá-las para o Pentágono, se solicitados pelo governo.

O Congressional Research Service, uma organização Congresso, afirma que “os esforços para se degradar, perturbar ou destruir um sistema ou rede de uma entidade governamental ou privada são motivo suficiente para que Washington aprove qualquer regulação on-line de sua escolha.”
Os autores do CISPA dizem que a lei foi feita “Para proporcionar a partilha de informações e inteligência cibernética entre a comunidade de espionagem online e entidades de cybersegurança.” mas deixam claro na legislação que ela também pode ser usada para outros fins, fins esse que não são especificados,
Até agora CISPA já recebeu o apoio de mais de 100 representantes na Câmara, que estão favorecendo esta legislação cibernética, sem levar em consideração o que ela pode significar para o usuário comum da Internet.

E enquanto a revolta criada pelos opositores do SOPA e do PIPA não se materializou com a mesma intensidade, Burman avisa que é apenas uma questão de tempo.
“Uma das lições que aprendemos na reação a IAD e PIPA é que quando o Congresso tenta legislar sobre coisas que vão afetar a experiência dos usuários da Internet, os internautas vão prestar atenção”, diz Burman. HR 3523, ela adverte: “Definitivamente poderia afetar de uma maneira muito séria a experiência na Internet.” Felizmente, acrescenta Burman, “As pessoas estão começando acordar.”

Comentários

  1. Anonimo disse:

    Kkkk, nunca mais..

  2. Sidney Miron disse:

    Sinceramente não esperava uma conduta tão desonesta de vocês.

    Podem continuar com meu artigo roubado, já que vocês não tem capacidade de produzir conteúdo próprio e precisam plagiar outros sites sem citar a fonte.

    A máscara caiu.

    1. The Punisher disse:

      Que engraçado, quando eu escrevo algo e não quero que isso seja publicado ou reproduzido, eu gravo esse texto no meu computador, jogo ele numa pasta compactada com senha de 29 caracteres e deixo lá.

      Pergunto:
      1 – Se não queria que seu texto fosse copiado, por que o publicou?
      2 – Se queria que alguém o lesse(ou não lesse), por que não se valeu de métodos para controlar quem o lê? Ex.: mostrar pros amigos na tela do próprio computador.
      3 – No caso de você apoiar o copyright ou a propriedade intelectual, o que você está fazendo num site pertecente a um grupo naturalmente favorável ao livre compartilhamento e distribuição de informações?

      Ps.: caso eu tenha errado em alguma coisa (ex.: em dizer que você apoia o copyright) desconsidere o escrito.

      1. Lucho disse:

        Nossa, que resposta mais inovadora, criativa e adulta coleguinha.

        “o que você está fazendo num site pertecente a um grupo naturalmente favorável ao livre compartilhamento e distribuição de informações?”

        O grupinho é tão a favor da livre circulação que derrubou o site do PSOL só porque tinha na página inicial a máscara do Guy Falkes, que nem é de propriedade de vocês.

        Belíssimo exemplo.

        1. The Punisher disse:

          Partido nenhum presta.

          O fato da imagem da máscara ser “proprietária” (entenda-se pertecente à Warner) não faz nenhuma diferença. Tomar símbolos emprestados não é um comportamento de agora. Lembre-se de que a música “Pra Não Dizer Que Não Falei Das Flores”, da autoria do Geraldo Vandré na boca do povo, se tornou um ícone da luta contra a ditadura (detalhe: não foi essa a intenção do autor).

    2. Walkiria Brio disse:

      A não jura que você postou isso no site do grupo de ativistas contra o governo?
      Roubar? não nós não roubamos. Quem rouba é o governo que ja ficou sem vergonha de tanto levar pedrada do governo, ir para os melhores hospitais, se recuperar e continuar roubando.
      incapacidade de conteúdo próprio? Você ja pesquisou sobre nós na internet? São tantos textos nossos que é IMPOSSÍVEL VOCÊ TER POSTADO ISSO POR CONTA PRÓPRIA.
      Plagio? Tem certeza que isso é seu? Quando você posta algo na internet automaticamente você assume o direito de qualquer um ler e usar como bem quiser.
      A mascará não caiu. Você se viu diferente no mundo dos Anonymous quando você descobre que o que você diz, não é a unica verdade.

      1. Walkiria Brio disse:

        […] levar pedrada do povo.*

  3. Anonimo disse:

    Eu apoio totalmente a causa, mas acho que nós brasileiros estamos perdendo tempo por aqui… Enquanto estamos totalmente preocupados com todas essa siglas internacionais, a Lei Azeredo vai ganhando cada vez mais espaço no congresso e avançando nível a nível, já que não existe nenhuma resistência ou desaprovação da mesma.
    Cabe a pergunta: Por que não fazemos ações aqui no Brasil contra a Lei Azeredo?
    Se ela for aprovada, fud3u, e estaremos sozinhos, não acredito que o resto do mundo irá dar a real importância se tal lei for aprovada aqui no Brasil.

    1. The Punisher disse:

      Taí uma coisa interessante. O que os Anonymous têm feito contra a Lei Azeredo?

      Temos que fazer algo. Não digo que devemos esquecer as ameaças internacionais, como a CISPA, mas devemos nos lembrar dos perigos que estão surgindo em nosso território.

  4. Samir disse:

    E o seguinte e u acredito que o cissspa vai ajudar na descoberta de crimes ciberneticos, mais com tambem vai retirar nossa privacidade totalmente, em alguns casos sera bom mais por outro vai ser um desastre…

    1. The Punisher disse:

      Você está errado. O projeto em questão dá plenos poderes AO GOVERNO, não à Justiça. Da forma que será feita, o crime poderá existir antes mesmo da denuncia e da investigação. Julgamento? Esqueça, se empresas do mercado fonográfico acionassem o governo por questões autorais, por exemplo, a condenação seria 100% certa e eminente.

    2. Lucho disse:

      Tolinho. Ou talvez seria um inocente útil?

      Ou, o que é mais provável, um idiota?

  5. Caio César disse:

    Péssima lei, agora vai tirar a privacidade de qualquer pessoa.
    Daqui uns dias estão rastreando IP’s por pessoa que fazer um Upload sem direitos autorais.

  6. Samid Noireht disse:

    É necessário que algo seja feito de extrema importância e de grande repercução! apenas Invadir esses sites não causará efeito algum, apenas quando mechermos realmente no bolso desses Safados e desonestos politicos que deseja de toda forma controlar por todos os meios a massa, que nosso poder será realmente algo feito! Vamos derrubar a internet mundial, mesmo que por alguns minutos os prejuizos serão incalculaveis!

    Onde todas as pessoas façam o mesmo ataque, mesmo que elas não saibam que estão atacando…

  7. blackford disse:

    STOP CISPA, SOPA, PIPA E ACTA!!!
    agora a coisa ficou séria…
    ps.: tá começando a ficar dificil de gravar todas as siglas…

  8. GUY disse:

    Anonymous… qunado ouvi pela primeira vez este nome e fui pesquisar oque era achei que eram um bando de criminosos que roubavam pela internet…. agora que sou um deles vejo oq realmente é…. sao pessoas que pensam umas nas outras que querem se ajudar se movimentando da forma que as convem no nosso caso a internet….Resumindo Anonymous mudou meu mode de pensar

  9. #lb? disse:

    Estou vendo a noticia atrasado mais concordo com o “Samid Noireht” é hora de paramos o mundo virtual mesmo que seja por apenas 10 minutos.

  10. anonimous disse:

    acho que esse não vai dar certo (assim como TODOS os outros)