Dados confidenciais obtidos pelo Anonymous estão sendo apagados do Pastebin

Base da Força Aérea gastará R$ 187,9 mil em eletrodomésticos
2 de abril de 2012
Hackers ligado ao Anonymous divulgam receitas secretas
4 de abril de 2012

Dados confidenciais obtidos pelo Anonymous estão sendo apagados do Pastebin

Toda vez que o Anonymous ou o LulzSec realiza alguma ação que envolve a obtenção de dados confidenciais, inevitavelmente essas informações acabam sendo publicadas no Pastebin. Embora os administradores do site não se mostrassem contrários a isso até o momento, na última segunda-feira (2 de abril) eles anunciaram que não querem mais ter qualquer envolvimento com as atividades feitas pelos hackers.

Segundo uma reportagem do The Register, o dono do serviço, Jeroen Vader, está cansado dos ataques DDoS e das acusações de que seu site divulga conteúdos considerados ilegais. Para evitar que a situação se torne mais complicada, ele contratou uma equipe que tem o objetivo de fazer uma verdadeira limpa nos conteúdos publicados, removendo qualquer texto que contenha dados como números de cartões de crédito, endereços pessoais e senhas.

Problemas gerados pela popularidade

Vader afirma que o site consegue 17 milhões de visitas únicas por mês, um crescimento surpreendente comparado às 500 mil visitas mensais que o serviço recebia há dois anos. Embora a preferência do Anonymous e do LulzSec tenha contribuído para essa popularidade, também trouxe problemas para seus administradores — a divulgação de informações confidenciais fez com que o domínio fosse bloqueado no Paquistão e na Turquia.

Além disso, o domínio tem sido um dos principais alvos usados por hackers na hora de testar novas ferramentas responsáveis por ataques DDoS. “Nos últimos três meses, não se passou um único dia em que não sofrêssemos ao menos um ataque DDoS”, afirma Vader. “Eu ouvi algumas pessoas nas comunidades hacker dizerem que muitos deles gostam de testar suas habilidades no Pastebin”, complementa.