EUA descarta pena de morte e tortura para Edward Snowden

Assistencialismo: PROER a Cesta básica dos banqueiros que custou R$ 37,76 bilhões em títulos podres
29 de julho de 2013
Hacker morre às vésperas da conferência Black Hat
29 de julho de 2013

EUA descarta pena de morte e tortura para Edward Snowden

Os Estados Unidos não vão atrás da pena de morte para Edward Snowden, o ex-funcionário da CIA responsável pelo vazamento de documentos identificando informações secretas de programas de vigilância do governo norte-americano, de acordo com uma carta enviada recentemente pelo procurador geral do país, Eric Holder.

As acusações enfrentadas por Snowden nos EUA não carrega a pena de morte, e os EUA não vão buscar essa condenação mesmo que ele seja acusado por mais crimes que possam levar à pena de morte, afirmou Holder em um carta que foi enviada ao ministro da justiça da Rússia, Vladimirovich Konovalov.

A carta está datada de 23 de julho, e foi noticiada pela primeira vez pela CBS News, pelo escritório do procurador geral dos EUA, que se recusou a fazer mais comentários sobre o assunto.

Atualmente, Snowden está vivendo no aeroporto de Sheremetyevo, em Moscou. Na última semana, ele pediu asilo temporário na Rússia, mas ainda não recebeu uma resposta oficial sobre o assunto.

Sem tortura também

A carta de Holder também diz que Snowden não será torturado case volte aos EUA. O acusado seria levado a uma corte civil e supervisionado por um juiz federal dos EUA, de acordo com o documento.