Julian Assange fala sobre novos vazamentos de documentos no WikiLeaks

WikiLeaks
WikiLeaks revela documentos imperialistas contra a Venezuela
25 de fevereiro de 2013
Operação abaixo a Rede Globo – #OpRedeGlobo
25 de fevereiro de 2013

Julian Assange fala sobre novos vazamentos de documentos no WikiLeaks

Julian Assange

O fundador do WikiLeaks, Julian Assange, falou sobre os novos vazamentos de cerca de um milhão de documentos secretos. Entre eles, há vários sobre o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, confirmou o jornalista.

Segundo o australiano, asilado na embaixada equatoriana em Londres desde junho de 2012, a perseguição contra ele pode criar dificuldades práticas “que podem ferir o WikiLeaks ou a mim”, mas não atingiu o objetivo de parar os vazamentos.
Ainda para 2013, ele prometeu publicar mais de um milhão de novos documentos secretos. Já foram divulgados 700 mil e-mails da Stratfor, agência privada de inteligência na América Latina, dentre eles 17.321 contêm o nome de Chávez.
Segundo Assange, os e-mails mostram o desespero crescente de autoridades norte-americanas em relação ao progresso das alianças presidente venezuelano no continente.
Sobre a divulgação de documentos secretos, ele é enfático: “faço isso porque acredito na transparência como forma de tornar o mundo mais justo. Só conhecendo a realidade interior de governos, organizações e empresas podemos saber como funciona realmente funciona o poder. E assim podemos formar soluções adequadas para a humanidade atingir o seu potencial “, afirmou.