Venezuela rompeu bloqueio dos EUA à Síria e envia navios petroleiros

Msn
Contagem para o fim: MSN Messenger sai do ar no dia 15 de março
9 de janeiro de 2013
Minha Casa Minha Vida: Programa afasta população pobre das regiões centrais
9 de janeiro de 2013

Venezuela rompeu bloqueio dos EUA à Síria e envia navios petroleiros

Um navio petroleiro carregado venezuelano com 35 mil toneladas de óleo diesel atracou no dia 23 no porto de Tartous, ao norte da Síria. Foi o que declarou o ministro do Petróleo e Reservas Minerais da Síria, Sufian Allaw.

Segundo ele outro petroleiro já está a caminho do país.

O ministro acrescentou que a produção de gás é capaz de atender a 50% da demanda interna síria e que negociações estão avançando com o Irã e a Argélia para garantir a importação do restante.

Ele esclareceu que estas medidas servirão para superar os danos à economia e à produção causados pelo embargo imposto junto com sanções pelos EUA e acolhido pelos governos submissos da União Europeia desde o último trimestre do ano passado.

Também está em andamento trabalho do Comitê Conjunto Sírio-Russo para se chegar a um tratado de longo prazo para que a Rússia possa suprir a Síria com petróleo e gás.

As sanções contra a Síria incluem ameaças de retaliação a empresas que negociem ou transportem petróleo para este país.

As medidas vão superar os problemas atuais pois o governo informa que durante o mês de maio o cargueiro venezuelano é o primeiro a aportar, avançando na ruptura com o bloqueio. Os países que bloqueiam a Síria – especialmente os EUA – também financiam e armam os grupos terroristas que tentam desestabilizar o país.

Leia também:

Dados secretos indicam que EUA ordenaram espionagem na cúpula da ONU

 

México pediu aos EUA para comprometer Brasil contra Chávez

cuba