Ocupa Câmara Rio

game

GREVE DE FOME PELA LIBERDADE DOS PRESOS POLÍTICOS

Na noite de terça para quarta-feira alguns militantes se propuseram a novamente ocupar a Câmara. Durante a madrugada, ao tomar conhecimento da notícia, outros independentes se juntaram a eles em apoio. Duas barracas foram montadas e a escadaria voltou a servir como local de reunião: era preciso construir a pauta política para distribuir à população, na manhã seguinte, um informe por escrito explicando o que faziam ali. No entanto, com a manhã, chegou também um grande contingente da Guarda Municipal, que realizou mais uma retirada à força, destruindo e recolhendo as barracas e arrastando dois dos que resistiam, levando-os detidos (à tarde foram libertos). O motivo principal que leva à permanência naquele espaço é a exigência da LIBERTAÇÃO DOS PRESOS POLÍTICOS. Rafael e Jair devem ser soltos – assim como os outros o foram. A arbitrariedade das prisões é um fato; o Estado precisa devolvê-los às ruas, dando de volta a liberdade que não poderia ter tomado. A ocupação política de um espaço público é uma forma de resistência, de fazer pressão popular, e é portanto legítima. Acreditando nisso, alguns militantes seguem na porta da Câmara Municipal. Com ou sem chuva. Com ou sem barraca. Hoje, dois deles se acorrentaram a postes da Cinelândia, em protesto. Também taparam as bocas com mordaças, um ato que tem sido realizado frequentemente em diversos atos, desde a primeira desocupação interna da Câmara: as mordaças simbolizam o silêncio que o Estado tem querido impor a qualquer custo. Com as bocas tapadas, começam hoje, também, uma greve de fome. TODO O APOIO A TODO RESISTENTE!

Maiores informações na fanpage da Ocupação: https://www.facebook.com/ocupacamarario

7 de novembro de 2013
RIO

Acorrentados pela liberdade. #ocupacamarario

GREVE DE FOME PELA LIBERDADE DOS PRESOS POLÍTICOS Na noite de terça para quarta-feira alguns militantes se propuseram a novamente ocupar a Câmara. Durante a madrugada, […]