Presidência da República gasta R$ 89,8 mil com arranjos florais

Senado e Câmara gastam R$ 55,3 mil em cortinas
14 de maio de 2012
Nova punição para crimes cibernéticos é aprovada na câmara
16 de maio de 2012

Presidência da República gasta R$ 89,8 mil com arranjos florais

A primavera, estação mais colorida e harmoniosa do ano, chegou mais cedo à Presidência da República (PR) este ano. Na última segunda-feira (7), o órgão empenhou R$ 89,8 mil na compra dos mais diversos tipos de flores. Entre os arranjos encontram-se, inclusive, coroas fúnebres. Ao todo, foram adquiridas 30 variedades de plantas com custos que variam de R$ 1,00 a R$ 450,00. A previsão do edital era que a aquisição das flores chegasse a R$ 105,3 mil.

Segundo a assessoria da Presidência da República, o montante empenhado servirá para todo o ano de 2012, conforme a aconteça a demanda. A necessidade dos arranjos é realizada com base no consumo de anos anteriores e na identificação das necessidades do exercício correntes. As aquisições florais serão utilizadas em datas natalícias, falecimentos de autoridades, arranjos para eventos no Palácio do Planalto e residências oficiais, assim como para o gabinete da presidente.

A maior compra, segundo a nota de empenho, foi de 80 coroas fúnebres de tamanhos médios e grandes, que custaram R$ 250,00 e R$ 450,00 cada, respectivamente. Os decorativos terão no mínimo 150 cm de altura por 100 cm de largura e possuirão pelo menos 150 flores nobres de 1º qualidade.

A segunda maior compra da lista de flores da Presidência foi destinada à compra de flores 420 plantas ornamentais. Segundo a nota de empenho, bromélias, antúrios, crisântemos, azaleias, orquídeas com floração nova e botões abrindo e plantadas de forma artística, deverão atender aos pedidos da Pasta. As plantas devem estar em caxepôs (vasos com rodinhas) de vidro, cerâmica, em alguns casos, chinesas, vime ou madeira. As plantas podem ter ainda acabamentos artísticos.

Outros R$ 500,00 foram gastos com composição de pequenas plantas ornamentais verdes, suculentas e outras, como samambaias, cactus sem espinhos, pimenteiras, mini bromélias, floridas ou não. Os 50 arranjos são para centro de mesa, medindo 40 cm de diâmetro e até 30 cm de altura. As bases serão de vidro, porcelana chinesa branca ou colorida, vime ou madeira, com apresentação artística.

No terceiro lugar no ranking das compras florais da Presidência em 2012, ficou a aquisição de 60 arranjos de centro de mesa retangulares. As folhagens, que saíram pelo custo total de R$ 7,5 mil, medem 80 cm de comprimento por 60 cm de largura e 20 cm de altura e serão também serão compostas por flores nobres de 1º qualidade em bases de prata, vidro, madeira, cerâmica, porcelana chinesa branca ou colorida.

A compra dos arranjos florais ocorreu por pregão eletrônico e cada item do edital foi “oferecido” separadamente para as empresas participantes. A instituição vencedora de todos os itens do leilão às avessas, isto é, porque ganha a entidade que oferecer o menor valor do que as outras, foi a Cadmo Costa Oliveira. A mesma entidade venceu as licitações do mesmo tipo no ano passado. Em 2011, a Cadmo embolsou R$ 38,4 mil no fornecimento de flores para Presidência.

Confira aqui a nota de empenho.

Comentários

  1. [email protected]#_0/3R|21|)3 disse:

    É inadimissível uma situação dessas.
    O povo precisando de alimento, roupa, saúde e moradia e esses Grandes Filhos da Puta (com perdão ao palavriado xulo) gastando dinheiro com isso…

    Temos que fazer algo, agora…

  2. Anonymous disse:

    Gastar 89 mil com flor sabe, aumentar imposto sabe. Só nao sabem melhorar a saude, a educação, o salario dos professores…

  3. Patrícia Ramos Caetano disse:

    Pois é, eu acho que todo cidadão deveria ser consultado antes desses gastos. Se eles não nos deixar participar por bem, vamos participar por mal mesmo. Como diz Gabriel o Pensador aqui o povo é pacato acredita que porque vive num país tropical, tudo está bem. “aqui não tem terremoto, aqui tem gente amiga”…vivemos no país do “tá tudo bem, dá aqui uma cerveja e um pedaço de carne”. Brasileiros hipócritas! Não percebem que isso é só fachada pra quem está no poder roubar mais e mais. Essa falsa ilusão de que somos um povo de bem. O fotógrafo de guerra André Liohn diz que nosso país nunca se posiciona é sempre o país de “todos os lados” em negociações importantes lá fora.

  4. Isabella disse:

    Não dá pra acreditar que eles usam tanto dinheiro público para comprar ”arranjos florais”.Como se diz, não precisam fazer piadas do Brasil,Brasil já é uma piada por si só.Enquanto isso, o povo como sempre ignorando tudo o que é de interesse público…

  5. dden disse:

    sacanagem…

  6. Jay disse:

    E por traz das despesas dos arranjos, ainda deve ter a despesa com o paisagista