Anonymous Nova Zelândia invade sites do Partido Nacional

Bradley Manning
Bradley Manning é culpado por 10 acusações
30 de julho de 2013
Manifestação contra Alckmin termina com prisões em São Paulo
31 de julho de 2013

Anonymous Nova Zelândia invade sites do Partido Nacional

Anonymous Nova Zelândia

Foram desabilitados 14 sites do partido que governa o país

Quatorze sites do Partido Nacional, que governa a Nova Zelândia, foram desabilitados pela célula local da Anonymous, como forma de protesto ao projeto de “Ampliação da vigilância do Estado sobre a população”.

A Anonymous reivindicou a autoria da invasão, em um vídeo postado no YouTube, informando que manterá os sites hackeados até que o governo não retire o projeto e peça desculpas perante todos os neozelandeses que foram afetados.

O Poder Executivo quer aumentar o poder do Escritório Governamental de Segurança nas Comunicações (GCSB) a todos os cidadãos do país, ao invés de apenas para os estrangeiros.

“É um comportamento muito infantil, do meu ponto de vista”, declarou o líder neozelandês, que definiu a ação como “ilegal”.

Não há um consenso entre o governo sobre como responder ao ataque.

Bill English, ministro de Finanças, tomou a ação como uma” forma legítima de expressão porque não eram páginas importantes”.

Nós somos Anonymous.
Nós somos legião.
Nós não esquecemos.
Nós não perdoamos.
Esperem por nós.