Filme colaborativo discute políticas públicas para internet

Malware
Cibercriminosos exploram tragédia de Santa Maria
31 de janeiro de 2013
Conheça um pouco dos 5 grandes ativistas da internet no século XXI
31 de janeiro de 2013

Filme colaborativo discute políticas públicas para internet

Anunciado na Campus Party, “Freenet?” contará com apoio de institutos, coletivos e usuários da rede

freenet

Acesso à internet, neutralidade na rede, liberdade de expressão e privacidade. Estes são alguns pontos tocados pelo documentário “Freenet?”, anunciado nesta terça-feira, 29, na Campus Party, em São Paulo.

“Queremos traduzir estas questões em linguagem audiovisual”, diz Juliana Varon, coordenadora do projeto. Embora leve o título, ela é parte do grupo que pretende realizar o filme de maneira horizontal e colaborativa.

A página do documentário pretende ser a plataforma deste processo. No site, pessoas podem dialogar, trocar informações e enviar vídeos sobre os temas. “A ideia é que as imagens sejam usadas no corte final”, diz Varon.

Oficinas realizadas no Brasil e em outros países também coletarão diversas visões sobre a pauta. Segundo a coordenadora do filme, o primeiro evento aconteceu neste mês em no Piauí. Os próximos são no Kenya e na Índia.

Oficinas na América Latina dependem de futuras parcerias, diz Varon. “Queremos dar uma perspectiva nossa ao problema”, afirma ela. O novo olhar deve se diferenciar do panorama de países desenvolvidos, como os Estados Unidos.

A importância deste prisma vem na esteira de discussões globais e nacionais, aponta a também pesquisadora da Fundação Getúlio Vargas. Para ela, a discussão sobre o marco civil na internet no Brasil traz atenções de todo o mundo para o país.

Acontecendo em paralelo a debates como este, o “Freenet?” tem lançamento previsto para 2014. Organizações como o Nupef (Núcleo de Pesquisas, Estudos e Formação), o coletivo de comunicação Intervozes e o IDEC (Instituto de Defesa do Consumidor) também estão na empreitada.