Hackers atacaram petrolífera saudita

Contradições do campo: o que houve por trás do aumento de 150% seguido pela queda de 75% do preço do tomate
2 de junho de 2013
Dilma dispara pesadas críticas às falhas no sistema elétrico brasileiro
3 de junho de 2013

Hackers atacaram petrolífera saudita

A companhia nacional de petróleo da Arábia Saudita Saudi Aramco informou ter sido alvo de um ataque cibernético em agosto passado.

Em resultado, cerca de 30 mil computadores ficaram fora de serviço. A empresa foi forçada de desligar a rede interna durante mais de uma semana.

Os hackers do grupo Cutting Sword of Justice (Espada Cortante da Justiça) caraterizaram suas ações como represália por “crimes e atrocidades” que ocorrem com o apoio da Arábia Saudita. Em particular, os hackers mencionaram a Síria, onde a Arábia Saudita apoia os insurgentes, e o Bahrein, aonde em 2011 o país havia enviado tropas para esmagar manifestações da oposição.

Supõe-se que os atacantes tenham tentado boquear completamente a extração nas jazidas da Saudi Aramco, que fornece ao mercado mundial um décimo de todo o petróleo existente.