Malware desenvolvido por crianças de 11 anos rouba dados de gamers

Renan Calheiros
Gastos do Renan Calheiros
21 de fevereiro de 2013
”Zé Dirceu não tem qualificação alguma para analisar a Lei da Ficha Limpa”, diz juiz
22 de fevereiro de 2013

Malware desenvolvido por crianças de 11 anos rouba dados de gamers

Malware

Relatório de ameaças da AVG mostra entrada precoce no mundo do cibercrime.

Malware

Malware

Malware

A familiaridade cada vez maior de crianças com a tecnologia trouxe uma consequência inusitada. Gamers estão sendo alvos de ciberataques por meio de malwares desenvolvidos por jovens na faixa de 11 anos.

A constatação foi feita no relatório trimestral de ameaças da AVGTechnologies. Como aponta o relatório, esse tipo de ataque é particularmente perigoso, porque as contas online podem conter dados bancários do usuário, bem como dados pessoais e informações de redes sociais

“Temos notado a familiaridade cada vez maior das crianças com a tecnologia e, como consequência, também aprenderam a fazer mal uso da internet. Por isso sempre reforçamos o importante papel dos pais para conscientizar os filhos quanto ao uso responsável da internet”, declara Mariano Sumrell, diretor daAVG Brasil.

O relatório ainda aponta para a tendência de ampliação a ataques a dispositivos móveis, principalmente na plataforma Android. Os cibercriminosos investem em ameaças relacionadas ao mobile banking, mensagens de texto com links maliciosos e versões falsas de jogos populares, que tragam código malicioso. Foram identificadas 3,9 milhões de ameaças, entre as quais o com.utooo.android.compass foi aplicativo malicioso mais ‘popular’.Segundo a AVG, a preferência pelo Android se dá pelo domínio do mercado. “Por ter mais de 70% do market share, o Android é um alvo potencialmente rentável para os mal intencionados”, explica Sumrell.