Microsoft e Google juntam forças para processar governo dos EUA

Sequência de caracteres em árabe causa bug em iPhones e Macs
1 de setembro de 2013
Estatuto do Partido Pirata é publicado no Diário Oficial
2 de setembro de 2013

Microsoft e Google juntam forças para processar governo dos EUA

Neste ano, uma grande polêmica envolvendo o Departamento de Defesa dos Estados Unidos e o resto do mundo veio à tona. Afinal de contas, o governo dos EUA conta com um programa de espionagem, em que usuários de internet de todo o mundo sofrem vigilância — e o aparente objetivo disso é o combate ao terrorismo.

Por conta de todo o segredo em torno de quais informações são acessadas pelas autoridades dos EUA, uma quantidade enorme de pessoas ficou indignada e descontente, incluindo os próprios norte-americanos. Enquanto isso, duas grandes companhias foram envolvidas em diversas críticas, a Google e a Microsoft.

Luta por transparência

Dando uma trégua na sua competição dentro do mercado de internet e tecnologia, as duas gigantes estão juntando as forças para processar o governo dos Estados Unidos. Segundo representantes das empresas, está dentro do seu direito constitucional ser transparente e explicar às pessoas o que é acessado pelas autoridades.

Em outras palavras, as companhias querem contar a você quais emails são lidos ou qualquer outra coisa que foi investigada ou teve acesso requisitado. Os representantes legais das empresas já vinham conversando com o governo dos EUA, mas a único passo positivo dado foi o da abertura de informações de doze meses atrás.

Dessa maneira, a Microsoft e a Google vão entrar com um processo para que a transparência realmente aconteça. Como as duas companhias têm o apoio de outras empresas menores do ramo de tecnologia, elas esperam que o Congresso interceda a favor e tornem todos esses dados públicos.