Ubisoft diz que associação com mortes ao Assassin’s Creed é “falácia”

Morte por hacker: Será a preocupação do futuro para a área TI?
8 de agosto de 2013
Tor sugere que é inseguro navegar na Deep Web pelo Windows
8 de agosto de 2013

Ubisoft diz que associação com mortes ao Assassin’s Creed é “falácia”

A Ubisoft Brasil, dona da franquia Assassin’s Creed, criticou nesta quinta-feira, 8, a associação do game com as mortes de dois PMs e outras duas pessoas da mesma família, esta semana, em São Paulo. Em post publicado no Facebook, a desenvolvedora classificou como “falácia” as manifestações segundo as quais um personagem teria estimulado a tragédia.

“Em nenhum estudo até agora realizado há consenso sobre a associação entre a violência e obras de ficção, incluindo livros, séries de televisão, filmes e jogos. É uma falácia associar um objeto de entretenimento de milhões de pessoas, todos os dias, em todo o mundo, com ações individuais e que ainda estão sendo esclarecidas”, afirma a empresa ao reforçar solidariedade à família e amigos.

A polêmica teve início porque o adolescente Marcelo Pesseghini, de 13 anos, suspeito de matar os pais policiais, a avó e a tia, usava a foto do personagem Desmond Milesem em seu perfil no Facebook. A inclusão da imagem, em 5 de julho, teria sido a última atualização do garoto na rede social.